Inicio Alimentação Frutas e Legumes Os benefícios e características do pêssego

Os benefícios e características do pêssego

Pelo seu aroma delicado e sabor irresistível, o pêssego tornou-se muito popular em todo o mundo. Devido à sua designação científica, Prunus pérsica, durante muito tempo julgou-se que os pêssegos seriam originários da Pérsia. No entanto, sabe-se hoje que a sua origem é chinesa. Existem referências da sua existência no Império do Meio, que por sua vez remontam ao século XX a.C.

Com o surgimento da Rota da Seda, que ligava a China à Turquia, o pêssego terá chegado ao Irão, onde foram largamente cultivados e disseminados pela Europa, chegando às mesas de gregos e romanos da Antiguidade.

As características do pêssego

Existem diversos tipos de pêssego, com características distintas e únicas:

  • Pêssego Vermelho – Muito aromático, suculento e de polpa macia.
  • Pêssego Amarelo ou Pêssego de Roer – Tradicional e antigo, com um sabor muito doce, uma textura mais firme e uma polpa compacta e aderente ao caroço.
  • Pêssego Polpa Branca – Uma variedade mais recente, muito doce e sem acidez.
  • Paraguaio – Fruto achatado, que pode ser de polpa branca ou amarela.

Destaque ao Pêssego da Cova da Beira IGP

O pêssego da Cova da Beira IGP (Indicação Geográfica Protegida) é um fruto que pertence a diversas variedades de pessegueiro. Trata-se de um fruto de polpa amarela muito suculenta e macia. O seu sabor irá satisfazer o paladar mais exigente. Este pêssego encontra-se disponível de finais de junho a finais de setembro.

As diferentes variedades deste pêssego são produzidas numa zona com um clima particular em solos de meia-encosta, bem drenados. A zona da Cova da Beira é atravessada pelo rio Zêzere e situa-se entre a Serra da Gardunha e a Serra da Estrela, onde as árvores são protegidas dos ventos fortes do Atlântico, as primaveras costumam ser suaves e a quantidade de frio é significativa. Estas condições permitem que o pêssego da Cova da Beira IGP se diferencie do das demais regiões.

Os benefícios do pêssego

Durante os meses de junho e setembro, aprecie o sabor e frescura do pêssego e desfrute dos benefícios do seu consumo.

Controlo do apetite

Pelo teor em fibra, o pêssego contribui para promover a sensação de saciedade e controlar o apetite entre as refeições.

Regulação do trânsito intestinal

Devido ao teor em fibra, nutriente importante para o bom funcionamento da microflora dos intestinos, o pêssego ajuda na regulação do trânsito intestinal.

Conserve este fruto na fruteira até amadurecer e adquirir o seu aroma natural. Nesta altura, guarde no frigorífico para prolongar a sua qualidade ou consuma de imediato. A Roda dos Alimentos recomenda o consumo de 3 a 5 porções de fruta por dia. Privilegie as frutas de origem nacional e consoante a sua sazonalidade.  

Aproveite e dê a conhecer aos seus amigos e familiares mais sobre este fruto tão apreciado no verão. 

ÚLTIMOS ARTIGOS

3 compotas fáceis e deliciosas para o outono

Agora que estamos no outono, há várias receitas que nos dão prazer a fazer e posteriormente a comer. A compota é uma...

Sopa da Pedra Rápida

A sopa da pedra é uma das sopas mais típicas da cozinha portuguesa. Apresentamos-lhe a receita com toda a informação necessária para...

O que é a intolerância à lactose?

De acordo com a Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia, a intolerância à lactose afeta cerca de um terço da população portuguesa. Saiba o...

Bolo de Peras e Gengibre

A combinação entre a pera Rocha e o gengibre é absolutamente deliciosa! Experimente fazer esta receita de bolo de pera Rocha e...

Conheça as massas de leguminosas e cereais Continente Equilíbrio

A marca Continente Equilíbrio foi renovada recentemente para que pudesse oferecer uma gama de produtos nutricionalmente ainda mais equilibrados. Melhorias foram feitas...