Inicio Lifestyle Conheça o melhor dos vinhos do Douro

Conheça o melhor dos vinhos do Douro

Se há vinhos que marcam qualquer apreciador, são os da região demarcada do Douro, património da humanidade desde 2001. E os motivos são simples, mas valiosos. A tipicidade, raridade e a qualidade são conjugados com o trabalho árduo, o conhecimento vasto e a própria natureza. Tudo isto faz com que os vinhos do Douro sejam únicos e apreciados em todo o mundo.

As Castas

Um fator que influencia muito a qualidade de um vinho são as castas. Assim, os vinhos do Douro nascem de castas autóctones como a Touriga-Nacional, Touriga-Franca, Tinta-Barroca, Tinto-Cão e a casta Tinta-Roriz, proveniente de Espanha onde é apelidada de Tempranillo. No sul de Portugal tem a denominação de Aragonez. Os vinhos brancos são produzidos com as castas Malvasia-Fina, Viosinho, Gouveio e Rabigato.

Os tintos e as suas notas

É sabido que a maior parte dos vinhos é resultado de um lote de várias castas, de complexidade e riqueza apenas encontradas no Douro. Os vinhos tintos são predominantes desta região e incluem as notas de bagos silvestres, chocolate, bálsamos mentolados, violeta e madeira, perfumando um corpo de grande estrutura e com taninos persistentes. Quando o vinho atinge o seu apogeu, que poderá demorar uma década, os aromas são delicados e subtis.

Os tintos mais jovens casam muito bem com pratos de carne vermelha, como por exemplo um bife de vaca ou carne assada com condimentos fortes. Podem acompanhar típicos pratos portugueses como o cabrito assado ou a posta de vitela.

Os vinhos envelhecidos

Os tintos envelhecidos harmonizam muito bem com pratos de caça grossa. Esteja atento à temperatura a que devem ser servidos, entre os 16ºC e os 18ºC. Os brancos devem estar a uma temperatura mais baixa, entre os 8ºC e os 12ºC, tendo estes aromas a fruta de pomar e a flores. São vinhos que harmonizam bem em pratos de peixe como o salmão e as postas de bacalhau, atum ou espadarte, ou seja, peixe gordo ou graúdo. Mas também podem ser servidos com frango ou coelho, queijos curados e comidas étnicas.

Os vinhos da região demarcada do Douro, património da humanidade desde 2001, são únicos no mundo, sejam tintos, brancos ou rosés. Harmonizam muito bem com qualquer prato e enriquecem qualquer momento de degustação à mesa.

Deixamos as nossas sugestões da garrafeira Continente:

Sugerimos também que experimente a nova funcionalidade da garrafeira.continente.pt, o planificador de garrafeira onde pode escolher o número de garrafas que quer comprar, indicar o tipo de vinho e o preço por garrafa. Ser-lhe-á devolvido uma proposta de carrinho que pode ser diretamente para o seu carrinho no site continente.pt. Montar uma garrafeira nunca foi tão fácil!

Se gostou deste artigo, dê a conhecer o melhor dos vinhos do Douro aos seus familiares e amigos, partilhando-o.

ÚLTIMOS ARTIGOS

Descubra o vinho Sem Maneiras do chef Lju-bomir Stanisic e Dirk Niepoort

Descubra o vinho Sem Maneiras do Chef Lju-bomir Stanisic e Dirk Niepoort. Este vinho repleto de aroma e sabor não o irá deixar indiferente.

4 Dicas para treinar o seu cão desde o primeiro dia

O treino do cão desde o primeiro dia é muito importante. Veja 4 Dicas para treinar o seu cão desde pequeno.

3 passos para provar e degustar um vinho corretamente

Degustar vinho é uma arte. Conheça como deve provar e degustar vinho para desfrutar de cada aroma, cheiro e sabor em pleno.

Mitos e realidades sobre beleza

Muito se diz sobre beleza. Saiba o que é mesmo verdade e o que são mitos.

Tudo o que precisa de saber sobre as cebolas

Conheça as variedades das cebolas produzidas em Portugal. Descubra como usá-las e os seus benefícios.