Inicio Lifestyle Sustentabilidade 10 práticas para ser mais sustentável e economizar

10 práticas para ser mais sustentável e economizar

É crescente entre a população a necessidade de adotar comportamentos mais sustentáveis. A emergência climática chegou e todos devemos contribuir para poupar os recursos. Ser mais sustentável passa, essencialmente, por seguir práticas no sentido de não esgotar os recursos naturais nem causar danos ambientais.

Rapidamente pequenas mudanças no nosso dia-a-dia passam a ser hábitos, surgindo de forma natural e sem esforço. Devemos parar para pensar nos nossos comportamentos e como os podemos ajustar no sentido de economizar recursos.

A regra dos 5 R’s

Um dos caminhos passa por seguir a regra dos “5 R’s”, ou seja, reduzir, reciclar, reutilizar, repensar e recusar.

Reduzir

Devemos reduzir o consumo no geral, pois ao fazê-lo estamos também a reduzir o gasto de recursos naturais envolvido em todo o processo de produção que resulta no produto final.

Reciclar

Tudo o que for possível, devemos reciclar. Atualmente, existe muita informação de fácil acesso que mostra o que pode ser reciclado e como separar os materiais. Ao reciclar, estamos a dar uma nova vida ao objeto e evitar o uso de novos recursos naturais.

Reutilizar

Devemos reutilizar ao máximo cada produto. A criatividade é fundamental para prolongar a vida dos produtos.

Repensar

É necessário que todos repensemos a nossa forma de consumo. Quando passamos a consumir de forma mais consciente, reduzimos gastos e damos mais valor ao que temos em casa.

Recusar

Uma forma de reduzir, passa por recusar determinados produtos e práticas. Escolha o que consome e privilegie marcas e empresas com práticas sustentáveis e com uma preocupação ambiental.

Com a regra dos 5 R’s em mente, existem muitas práticas simples que podemos já implementar no nosso dia-a-dia.

10 dicas para ser mais sustentável e economizar

1. Trocar as lâmpadas

Substitua as lâmpadas incandescentes, que consomem muita energia, por lâmpadas LED. Esta alternativa tem um consumo energético mais baixo e não apresenta materiais nocivos à saúde e ao meio ambiente. São mais duráveis e eficientes e não transmitem calor. Pode ainda optar por lâmpadas fluorescentes, também elas económicas e eficientes.

2. Desligar os aparelhos elétricos das tomadas

Os aparelhos em stand-by também consomem energia. Até o carregador do telemóvel consome energia, mesmo quando não está a ser usado, pelo que deve desligá-lo da tomada.

3. Reduzir o tempo no banho

Esta prática não só poupa energia, como também água. Reduza igualmente a temperatura da água, sempre que possível, pois quanto mais quente, mais energia é consumida.

4. Usar garrafas reutilizáveis

As garrafas de plásticos invadem o quotidiano da sociedade atual, pelo que a reutilização de uma garrafa, por exemplo de vidro, é um passo importante para diminuir o uso do plástico.

5. Optar por sacos reutilizáveis

Em vez de aceitar sacos de plástico ou de papel sempre que vai às compras, leve consigo um saco reutilizável.

6. Comprar frutas e vegetais a granel

Altere os hábitos de compra e privilegie as compras a granel. Recuse os vegetais e frutas acondicionados em vácuo ou envoltos em plástico e opte por alternativas mais ecológicas.

7. Ser eficiente na lavagem da roupa e da loiça

Acumule roupa ou louça suficiente para utilizar o nível máximo da máquina, otimizando, assim, o consumo de água e de luz.

8. Usar equipamentos elétricos eficientes

Equipamentos antigos consomem mais, pelo que, quando possível, deve substituí-los por versões mais eficientes.

9. Utilizar menos veículos motorizados

Trocar o veículo automóvel pela bicicleta beneficia o ambiente, favorece a saúde e ajuda a economizar no combustível. Se não for possível utilizar a bicicleta, usufrua mais dos transportes públicos.

10. Evitar o desperdício de comida

Comprar menos produtos, fazer refeições com quantidades certas e usar alimentos que já tenha em casa é a melhor solução.

Siga estas pequenas dicas e verá que em pouco tempo estas práticas se tornam naturais. As mudanças são pequenas, mas o efeito pode ser bem notório e o ambiente agradece. Pense antes de consumir e faça as melhores escolhas.

Aproveite para partilhar esta informação nas suas redes sociais através dos links abaixo para que mais pessoas adotem comportamentos responsáveis e ecológicos.

ÚLTIMOS ARTIGOS

Os melhores espumantes para as suas Festas

Chegamos ao mês do Natal e da passagem de ano. É o momento de fazer balanços, mas também de festejar por ter...

Tudo o que precisa saber sobre as couves

Por serem alimentos ricos a nível nutricional e com baixo valor calórico, as couves podem e devem fazer parte de uma alimentação...

Dicas para enfeitar a árvore de Natal

Acredita-se que a tradição de enfeitar árvores no Natal surgiu no século XVI na Alemanha, através de Martinho Lutero. Reza a lenda...

Conheça os chás e tisanas mais reconfortantes

O chá é apreciado por toda a gente e tem uma história que remonta a 3000 anos a.C. Beber uma chávena de...

Conheça o azeite Cinco soldos

Muito saudável e com um papel central na alimentação mediterrânica, o azeite está intrinsecamente ligado à nossa gastronomia. O Continente, ao reconhecer...