Inicio Lifestyle Vinhos 7 caves do Vinho do Porto que precisa visitar

7 caves do Vinho do Porto que precisa visitar

O Vinho do Porto é conhecido como um vinho de sobremesa, mas também há quem não o dispense como aperitivo. Na verdade, é uma bebida bastante versátil e cada vez mais apreciada por portugueses e estrangeiros. Se está de visita pelo Porto, conheça algumas caves para incluir no seu itinerário.

7 caves do Vinho do Porto que vale a pena conhecer

Real Companhia Velha

É a mais antiga e emblemática empresa de vinhos de Portugal, com 260 anos de existência.  Com um passado glorioso, permanece a vontade de continuar a fazer história, pelo rigor que mantém um padrão de qualidade elevado e a forte confiança nos produtos. As caves Real Companhia Velha situam-se na Rua Azevedo Magalhães, nº 314, em Vila Nova de Gaia e o horário de visitas é entre as 10h00 e as 17h00.

Caves Sandeman

A silhueta do “Sandeman Don” é uma imagem que ficou para a história, desde 1928. Este Don veste um Caballero Espanhol de Jerez, tem uma capa dos estudantes universitários portugueses, um chapéu de abas largas e um copo de cor rubi de Vinho do Porto. As caves Sandeman situam-se no Largo Miguel Bombarda, nº 3, em Vila Nova de Gaia e recebe visitas das 10h00 às 18h00.

Caves Ferreira

Estão associadas a Dona Antónia Adelaide Ferreira, que muito contribuiu para a consolidação da marca. De personalidade única, tornou-se um símbolo de força do Douro no século XIX. Nas visitas às caves, poderá ver objetos da própria D. Antónia. As instalações das caves Ferreira situam-se na Avenida Ramos Pinto, nº 70, em Vila Nova de Gaia, com um horário das 10h00 às 18h00.

Caves Graham’s

As caves Graham’s nasceram em 1819, numa colina em Vila Nova de Gaia. Estão bem localizadas para um bom e prolongado envelhecimento do vinho do Porto, em cascos de carvalho. Localizadas na Rua do Agro, nº 141, em Vila Nova de Gaia, recebem visitas entre as 09h30 e as 17h30 no verão.

Caves Churchill’s

Estas caves foram fundadas, curiosamente, por um membro da família Graham’s, de seu nome John Graham, em 1981. É uma marca jovem e aposta em vinhos mais secos. Situada na Rua da Fonte Nova, nº 5, em Vila Nova de Gaia. Se pretender visitar as caves Churchill’s, pode fazê-lo entre as 10h00 e as 17h00.

Caves Croft

Esta marca foi fundada há mais de quatrocentos anos. As caves Croft têm vinhos de grande qualidade, como o Vintage Croft 1945, que ainda hoje é um dos vinhos mais reconhecidos desse ano. Situam-se na Rua Barão de Forrester, nº 412, em Vila Nova de Gaia com um horário de abertura das 10h00 às 18h00.

Caves Taylor’s

Criada em 1692, as caves Taylor’s são uma das mais antigas empresas de vinho do Porto. Com caráter familiar, têm produzido excelentes vinhos. Localizadas no coração do centro histórico de Vila Nova de Gaia, mais precisamente na Rua do Choupelo, nº 250, recebem visitas entre as 10h00 e as 18h00.

Visite as caves do Vinho do Porto e desfrute da história, sabores e aromas que envolvem esta bebida única. Se comprar uma garrafa, certifique-se de que sabe como deve guardar o vinho para que mantenha toda a sua qualidade e esteja sempre pronto para uma ocasião especial.

Se este artigo o interessou, partilhe-o também com os seus amigos e familiares através das suas redes sociais.

ÚLTIMOS ARTIGOS

Os melhores espumantes para as suas Festas

Chegamos ao mês do Natal e da passagem de ano. É o momento de fazer balanços, mas também de festejar por ter...

Tudo o que precisa saber sobre as couves

Por serem alimentos ricos a nível nutricional e com baixo valor calórico, as couves podem e devem fazer parte de uma alimentação...

Dicas para enfeitar a árvore de Natal

Acredita-se que a tradição de enfeitar árvores no Natal surgiu no século XVI na Alemanha, através de Martinho Lutero. Reza a lenda...

Conheça os chás e tisanas mais reconfortantes

O chá é apreciado por toda a gente e tem uma história que remonta a 3000 anos a.C. Beber uma chávena de...

Conheça o azeite Cinco soldos

Muito saudável e com um papel central na alimentação mediterrânica, o azeite está intrinsecamente ligado à nossa gastronomia. O Continente, ao reconhecer...